Nós

Somos uma escola itinerante e livre que desde 2013 repensa escrita, produção de conteúdo, diálogo e coexistência. No Brasil e em Portugal, em aulas abertas e empresas. Através de conexões não óbvias, aulas-mapa de saída da inércia e um propósito: deslocar corações. Do peito até a pontinha dos dedos. Acreditamos em: metodologia do afeto, desconstrução de crenças auto-limitantes, busca pela autonomia afetiva, escuta ativa e na utilização do saber para quebrar muros e construir pontes. No texto? Também. Não acreditamos em adestramentos, fórmulas mágicas e promessas de glória. Por aqui,toda gente é chamada de escriba. E aprende através da experiência, do incentivo amoroso e de convites bem-humorados para que se repense o alcance da palavra e se entenda a palavra como uma possibilidade de  “quebrar dentro de alguém um engradado de estrelas”, eliminar muros, construir pontes e – por que não? – mudar o mundo.

Nossas aulas acontecem na mesa da cozinha, na sala de reuniões da diretora executiva, em Inhotim, no jardim de um palácio, no Parque Lage, diante da janela com vista pro mar do Istituto Europeo di Design, na casa de uma sereia paulistana, no café e em qualquer lugar onde haja certo silêncio e espaço para o desaguar das palavras. As vagas são limitadíssimas, cada participante ganha um desmanual da escrita (caderno impresso de modo artesanal, com inspirações, referências e outros caminhos) e o lanche é de Vó. Os pré-requisitos são: caneta, humor e vontade de descobrir que algumas coisas só saem da gente por escrito. Vem.

 

Algumas das palavras já escritas sobre nosso trabalho.

_ Uma matéria sobre nosso método de ensino.

_ Entrevista com a Cris Lisbôa. Sobre escrita, bolo de chocolate, coragem.

_ Sobre inspirações.

_ Um curso de vida disfarçado de escrita
 

Nossa Professora-escriba

Cris Lisbôa. Até o momento, 6 livros de ficção publicados e nenhuma certeza absoluta. Está escrevendo um romance, um infantil e uma obra técnica pero no mucho sobre escrita e outros medos. É de baile, meio castelhana, meio portuguêsa, bastante latina. Jornalista, passou por redações e agências de publicidade. Foi Diretora de redação das revistas Vice e Simples?, Editora-chefe da revista Noize. Tem reportagens publicadas em revistas de circulação nacional como SuperInteressante, Rolling Stone e MTV. Nada bem no mar, prefere vestidos, já deu aula para mais de 1.5oo alunos em todo Brasil, entre turmas na mesa da cozinha e empresas. É também Editora-chefe na revista da multinacional ThoughtWorks. Libra com ascendente e aquário. E lua em leão, amor.

Nossa História

Sonho é destino. Uma de nossas frases-estandarte também nos explica. Mari Camardelli, musa da Altos Eventos queria ter aulas de escrita. Convidou a Cris Lisbôa, ela disse que não, jamais, imagina. Mari chamou uns amigos, alugou uma sala em um coworking, pediu pro maravijoso Marco Chaparro desenhar um logo para uma expressão que ela usava com a Raquel Chamis: go, writers! Então ela disse: vai, Cris, tá todo mundo te esperando.

Foi. ♥

© Copyright – 2018 A Go-Go Writers. Todos os direitos reservados. por EstudioMonno